Sem previsão de retorno: versão para PcD do Chevrolet Tracker segue com pedidos suspensos

Enquanto reorganiza suas operações produtivas após os impactos da pandemia do novo coronavírus, a Chevrolet decidiu manter a suspensão de novos pedidos para o Tracker em seu catálogo 1.0 turbo automático pelo menos até o fim deste mês. A versão do modelo destinada ao público PcD está com os pedidos suspensos desde o fim da primeira quinzena de maio deste ano.

Imagens de um comunicado da marca para sua rede de concessionárias começaram a circular na internet nesta semana. No documento, a fabricante informa que “continua suspensa a venda e a entrada de novos pedidos do Tracker na modalidade PcD”. Ao menos no comunicado, a Chevrolet não estabelece um prazo para a retomada dos pedidos para o SUV, mas enfatiza que a medida é “temporária“.

Lançado em março deste ano, pouco antes da pandemia do novo coronavírus se alastrar pelo Brasil, o Chevrolet Tracker em sua nova geração trouxe um bom conjunto para os clientes PcD. Em seu mais recente catálogo entregue aos clientes, denominado R8U, o modelo contava com 6 airbags, controles de tração e estabilidade e recursos ausentes em muitos modelos de proposta similar, como a central multimídia, câmera de ré, sensor de estacionamento e até mesmo chave presencial.

Seu rival direto, o Volkswagen T-Cross, obteve um feito relevante no mês passado ao alcançar o posto de carro mais vendido do Brasil devido à procura elevada pela versão Sense, que atende os consumidores PcD. O SUV compacto, entretanto, tem uma lista de itens de série bem mais enxuta em relação ao Chevrolet.

Com o catálogo R8U, Tracker para PcD aproxima-se da versão manual (acima)
Com o catálogo R8U, Tracker para PcD aproxima-se esteticamente da versão manual (acima)

FONTE: AUTOO

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: