Depoimento de Ghislaine Marxwell implica Bill Clinton como pedófilo

A história da ilha dos pedófilos, a ilha de Jeffrey Epstein, e depois da prisão dele e seu “suicídio” entre aspas, é algo realmente assustador. Primeiro pelo absurdo que era feito, com meninas menores de idade sendo recrutadas como escravas sexuais, depois pela implicação de grande número de celebridades e pessoas conhecidas que frequentaam tal ilha. Recentemente fiz um vídeo em que expliquei a história em detalhes, se não sabe da história, veja o vídeo “A grande conspiração do Lolita Express e Jeffrey Epstein”, aqui no canal, lançado no dia 20 de julho.

Mas resumindo muito rapidamente, Jeffrey Epstein nasceu em uma família de classe média em nova iorque, mas era um gênio na matemática, acabou entrando para bancos de investimento onde fez fortuna negociando na bolsa de valores. Ficou rapidamente multimilionário e virou uma figurinha fácil do high society de nova iroque. Era amigo de todos os figurões, políticos, empresários, atores, diretores, tanto em nova iorque quanto em hollywood.

Em 2008 ele foi acusado de abuso sexual de menores. A investigação descobriu absurdos, que ele tinha uma ilha no caribe em que levava menores de idade e grandes figurões milionários, a ilha dos pedófilos. Ele tinha um avião, o lolita express, para fazer o trajeto estados unidos até a ilha dele, que ficava no caribe. Nessa ocasião, os muitos amigos poderosos dele atuaram e ele pegou só 13 meses de cadeia, sendo que rapidamente estava solto.

Porém, não parou com os esquemas. De fato, dizem que até durante o período que ele estava, em tese, preso, ele foi autorizado a sair para trabalhar e teria continuado seus esquemas mesmo então. Pois bem, ano passado ele foi preso de novo. Dessa vez não seria tão fácil se livrar, muitos figurões ficaram preocupados que Epstein fizesse uma delação premiada para se safar. Resultado, o cara foi suicidado por alguém. Muito suspeito o suposto suicidio dele na cadeia. Mas a coisa não para aí.

Gislaine Marxwell, a namorada/assistente dele, foi presa acusada de aliciar menores. E, lógico, havia o risco dela comprometer gente. Portanto ela foi mantida em local secreto, para evitar que, como direi, que se “suicidasse” igual ao epstein. Uma das juízas que cuida do caso sofreu um atentado, em que mataram o filho dela. Enfim, caso complicado.

A coisa toda é preocupante justametne porque a Gislaine Marxwell prestou depoimento, está colaborando com a justiça, mas muita gente está com medo disso. Os depoimentos estavam sendo em sigilo, porém, até para a segurança dela, outra juiza, essa responsável pela parte criminal, liberou todos os depoimentos dela publicamente.

Isso, claro, está gerando um auê lá em trumplândia. Os dois principais acusados no depoimento dela, são Bill Clinton e o Principe Andrew. Isso é boa notícia para Trump. De fato, trump também era amigo de Jeffrey Epstein, todo mundo rico era. Mas, segundo o próprio trump, deixou de ter contato com o cara, tão logo a primeira prisão aconteceu.

Lógico, isso não impediu que esquerdistas em geral falassem amplamente que Jeffrey Epstein foi suicidado por Trump, porque era amigo dele e coisa e tal. Como eu já alertei em todos os vídeos antes daqui, a amizade do cara com trump era superficial. O cara era amigo mesmo do Bill Clinton, o democrata, amigo do Obama e do Joe Biden.

O depoimento de Gislaine Marxwell sacramentaram isso. Ela explicitamente falou que não tem nenhuma interação do Trump na ilha. Mas Bill Clinton esteve lá, acompanhado de duas garotas jovens em uma ocasião. Mas, mais que isso, existem registros de vôo com ele tendo frequentado a ilha 11 vezes.

Também implicou o Principe Andrew, irmão do Principe Charles da Inglaterra, mas esse todo mundo sabia que participava e tem pouca importância porque, bem… o cara não tem chance de se tornar rei, está fora da política, é tipo o número 27 na linha de sucessão, sem chance. O ator Kevin Spacey e o apresentador Chris Tucker também foram citados.

Vamos aproveitar esse caso para falar sobre como a pedofilia é vista numa sociedade libertária. Bem, é entendimento que a criança é dona do próprio corpo, pela ética libertária. Como qualquer pessoa, ela é dona do próprio corpo. Lógico o uso de violência contra qualquer pessoa é errado. Mas se a criança consentir com o sexo, ela sendo dona do próprio corpo, isso está ok? Nâo, não está ok, porque a criança não tem capacidade de consentimento. Então mesmo que ela diga que consentiu, isso não é consentimento.

Crianças precisam de um tutor para consentir coisas em seu nome, exatamente como, por exemplo, uma pessoa que tenha desmaiado devido a um acidente. Ela também é incapaz de tomar decisões e precisa de um tutor. A tutoria é um recurso escasso, portanto é propriedade de alguém. Geralmente, no caso da criança, dos pais dela. Mas, então, em que momento a criança deixa de precisar ser tutorada? Bem, não há uma idade padrão como é hoje a decisão fica por conta dos tutores. Explico em mais detalhes no vídeo “Como resolver a questão da maioridade?”.

Não tenha dúvidas que esse depoimento é bom para Trump e ruim para os Clinton. Embora Bill Clinton esteja afastado da política, não deixa de ser um golpe que impede que ele tenha uma atuação maior na campanha de Joe Biden. Trump foi basicamente isentado do problema. Mas entenda: são muitos documentos que foram liberados. Muita coisa ainda vai vir a tona.

FONTE: ANCAP.SU (VISÃO LIBERTARIA)

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: